Mundo Sano e DNDi Somam Forças para garantir Acesso a Tratamentos para Portadores de Doença de Chagas

[Genebra, Suíça11 de novembro de 2013]
Assinado um convênio estratégico para garantir fonte alternativa da formulação pediátrica do benznidazol necessária para milhões de crianças carentes de tratamento
A Fundação Mundo Sano e a iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi, na sigla em inglês) firmaram hoje um extenso convênio para garantir uma fundamental fonte alternativa do medicamento benznidazol para crianças portadoras da doença de Chagas. Da  produção do medicamento à garantia de acesso para os pacientes, o acordo une as duas organizações sem fins lucrativos, atuantes em advocacy e pesquisa e desenvolvimento (P&D) de medicamentos, em um esforço conjunto com o intuito de preencher lacunas no tratamento de pacientes portadores da doença de Chagas em todo o mundo.
[English] [Español]

O benznidazol, principal medicamento utilizado hoje no tratamento da doença de Chagas, é um dos únicos dois medicamentos disponíveis para tratar a doença. A Fundação Mundo Sano, líder de um consórcio argentino para desenvolvimento de medicamentos, firmou parceria com o laboratório ELEA para desenvolver o ABARAX (100 mg e 50mg) em 2012. O ABARAX é a segunda fonte de benznidazol. A DNDi colaborou com o Lafepe no desenvolvimento da única fonte de benznidazol adaptada para pacientes pediátricos (12,5mg), registrada no Brasil em 2011.

No novo convênio, Mundo Sano e DNDi trabalharão juntas para desenvolver uma segunda fonte de benznidazol adaptada para uso infantil. O objetivo é reduzir o custo do produto básico necessário para produzir os tratamentos de benznidazol a um preço acessível para portadores da doença de Chagas que seguem sem tratamento. As duas organizações também realizarão os estudos – clínicos ou não –, necessários para garantir a aprovação dos órgãos competentes e maximizar o uso do benznidazol, tanto por adultos quanto por crianças, em prol dos esforços para aumentar a cobertura do tratamento. Atualmente, mais de 99% dos portadores da doença de Chagas estão sem tratamento.

“Estamos muito felizes com a formalização deste acordo entre a Mundo Sano e a DNDi, duas instituições que trabalham com seriedade e perseverança há muitos anos em prol dos pacientes. Esta parceria envolve o compartilhamento de esforços e a união de estratégias de pesquisa para Chagas, maximizando os pontos fortes de cada uma das instituições para uma realidade de superação”, disse Silvia Dourado, presidente da Mundo Sano.

Além disso, as duas organizações atuarão, como parte da Coalizão Global da Doença de Chagas, na promoção de mudanças nas políticas públicas, tanto de países endêmicos quanto de não-endêmicos, que visem ampliar estratégias em “diagnóstico+tratamento” e, assim, reduzir o elevado impacto da doença, tanto em termos tanto de saúde pública quanto econômicos.

“Descoberta há mais de um século, a doença de Chagas, inacreditavelmente, ainda é uma das doenças mais negligenciadas do mundo, com milhões ainda aguardando para receber tratamento e cuidados,” afirma Eric Stobbaerts, Diretor da DNDi na América Latina. “Crescem as evidências científicas de que o benznidazol deveria ser usado amplamente para tratar a doença de chagas sem demora, enquanto continua a busca por novos tratamentos.”

Sobre a doença de Chagas
Principal assassino parasítico das Américas, a doença de Chagas (Tripanossomíase americana) infecta estimados 8 milhões de pessoas, a maioria na América Latina, onde a doença é endêmica em 21 países e mata cerca de 12.000 pessoas todo ano. As pessoas mais afetadas são muito pobres, vivem em condições habitacionais inadequadas e frequentemente têm pouco acesso a serviços de saúde. Crescem também os casos diagnosticados da doença de Chagas na América do Norte, Europa, Japão e Austrália. Causada pelo parasita Trypanosoma cruzi, a doença de Chagas começa com uma fase inicial aguda, com duração de cerca de dois meses, seguida por uma fase crônica e tardia, que perdura por toda a vida, na qual até 30% dos pacientes sofrem danos ao coração com risco de morte e até 10% sofrem danos severos ao sistema digestivo. O parasita de Chagas é transmitido principalmente pela picada dos triatomíneos, insetos hematófagos também chamados “barbeiros”.  Também é transmitido por transfusões de sangue, transplante de órgãos ou durante a gestação, da mãe ao feto, ocorrendo anualmente estimados 14.000 novos casos. Os tratamentos atuais ainda são difíceis de implementar devido à duração do tratamento e aos efeitos colaterais associados ao seu  uso. A DNDi está empenhada em desenvolver um medicamento novo, seguro, eficaz e acessível para o tratamento da doença de Chagas.

***

Sobre a iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi)
A iniciativa Medicamentos para Doenças Negligenciadas (DNDi) é uma organização não lucrativa para pesquisa e desenvolvimento (P&D) de novos tratamentos para as doenças mais negligenciadas, em especial a doença do sono (tripanossomíase humana africana), doença de Chagas, leishmaniose, filária e HIV/AIDS pediátrica. Desde a sua criação em 2003, a DNDi já produziu seis novos tratamentos: dois antimaláricos em dose fixa (ASAQ e ASMQ), terapia combinada nifurtimox-eflornitina (NECT) para doença do sono em estágio final, terapia com combinação de stibogluconato de sódio e paromomicina (SSG & PM) para leishmaniose visceral na África, um conjunto de terapias combinadas para a leishmaniose visceral na Ásia e uma formulação pediátrica do benznidazol para a doença de Chagas. A DNDi foi criada pelos Médicos Sem Fronteiras (MSF), pelo Conselho Indiano de Pesquisa Médica, pelo Instituto de Pesquisa Médica do Quênia, Fundação Oswaldo Cruz do Brasil, Ministério da Saúde da Malásia e Instituto Pasteur na França, tendo o Programa Especial para Pesquisa e Treinamento em Doenças Tropicais (TDR), da UNICEF/ UNDP/Banco Mundial/OMS como observador permanente.
www.dndial.org
www.dndi.org

Sobre a Mundo Sano
Mundo Sano é uma organização da sociedade civil que, desde 1993, tem como objetivo reduzir o impacto causado pelas chamadas “doenças negligenciadas”, como a doença de Chagas, dengue, leishmaniose e várias geoparasitosis, entre outras.

Em busca de alcançar uma maior equidade, a instituição trabalha em conjunto com os setores público e privado, universidades e outras organizações internacionais. A fim de fornecer soluções para as comunidades afetadas e gerar conhecimento científico, Mundo Sano lideou em 2012, na Argentina, um consórcio público-privada para a produção de benzonidazol, um dos principais medicamentos para tratar a doença de Chagas.

É também a única organização da sociedade civil de origem latino-americana que integra a aliança global Uniting to Combat NTDs – liderada pela Fundação Bill & Melinda Gates, que visa reduzir o impacto de um conjunto de doenças negligenciadas até 2020.

Para mais informações, visite www.mundosano.org

 

Mais informações para a imprensa:

Betina Moura: e-mail: bmoura@dndi.org / Celular: +55 21 9 8122 2798

Luciana Acuña Elias : e-mail: lacuna@mundosano.org / Telefone:<0} + 54 11 4872. 1348 /Celular: + 54 153- 858- 7378